Atenção às Pessoas

Mapeamento das demandas da população, reinserção social da população de rua, ações preventivas de segurança pública entre outras.

  • Governo itinerante
    O projeto "Governo Itinerante" percorre todas as regiões do Rio de Janeiro mapeando as principais demandas da população. Começando pela Ilha do Governador, o prefeito Marcelo Crivella pretende ir a outros bairros da cidade maravilhosa para atender melhor os cariocas.
  • Criação de 10 novas parcerias no Projeto Circulando
    Esse é o programa de reinserção social da população de rua e dos acolhidos da prefeitura, que proporciona acesso desse grupo a atividades culturais, turísticas e esportivas. Uma ação inédita no carnaval, em parceria com o Educandário Romão Duarte, proporcionou acolhimento aos filhos dos vendedores ambulantes durante o período que seus pais trabalhavam.
  • Lançamento do Plano Verão Social
    Essa iniciativa resguardou crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e apoiou ações preventivas de segurança pública, no Centro e na Zona Sul da cidade. O plano inclui:
    • Reativação do Programa Academia da Terceira Idade
    • Reativação do Programa Nosso Espaço
    • Reativação do Programa Casas de Convivência
  • Carga horária das assistentes sociais
    Desde o início do ano, essas profissionais passaram a cumprir rigorosamente a carga horária de 30 horas de trabalho
  • Ações para população de rua
    A pasta de Assistência Social e Direitos Humanos focou na população de rua da cidade do Rio de Janeiro, que ultrapassa 14.000 cidadãos. A prefeitura priorizou a recuperação dos abrigos públicos da cidade e as ações de abordagem e o acolhimento de moradores em situação de vulnerabilidade.
  • Atenção à mulher
    As mulheres também ganharam um olhar especial da Prefeitura, com campanhas e ações contra a violência doméstica, sempre em conjunto com a Guarda Municipal, a Defensoria Pública, o Ministério Público e a Secretaria de Segurança (Delegacia da Mulher).
  • Projeto Trans + Respeito
    O prefeito Marcelo Crivella lançou o projeto social "Trans+Respeito" em parceria com a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS- Rio). O programa tem como mote um plano de educação e formação profissional para homens e mulheres trans. O Brasil é o país no mundo que mais registra assassinatos de transexuais. Outro dado impactante é que 79% evadem da escola, antes mesmo da formação básica. Trata-se, portanto, de um grupo social extremamente vulnerável, cuja expectativa de vida não passa dos 30 anos.
    A SMASDH liberou a verba para oferecer o período de formação e estágio, que inclui uma bolsa auxílio de um salário-mínimo, passagem e alimentação para os alunos e alunas trans. A Secretária Municipal de Cultura fechou uma cooperação com a CEDS para buscar oportunidades de inserção profissional nos espaços culturais do município para os homens e mulheres transexuais. Esta ação tem o intuito dar maior visibilidade à população transexual.